A tecnologia revolucionou o mundo corporativo, com sistemas que facilitam transações financeiras, tornam a comunicação mais ágil e otimizam processos. No entanto, junto com as vantagens, os riscos também aumentaram. Quanto mais tráfego, maiores são as ameaças de invasão e roubo de dados. Por isso, é essencial para um gestor de TI saber administrar os gastos com segurança da informação.

Ter os sistemas invadidos pode causar prejuízos incalculáveis a uma organização, o que demanda uma estrutura robusta para proteger os dados. Mesmo com essa necessidade, o setor de segurança da informação é um dos mais cobrados para reduzir custos. Sendo assim, os investimentos devem ser bem planejados, de modo que a qualidade do serviço seja mantida com o menor orçamento possível.

Pensando nisso, explicaremos neste artigo algumas estratégias valiosas para reduzir gastos com esse serviço. Você verá que, com criatividade e inteligência, é possível proteger seus dados com um budget bem enxuto. Quer saber mais? Confira a seguir!

Otimize o uso dos equipamentos

Avalie periodicamente a forma como os servidores estão estruturados e os tipos de equipamentos adotados. Um local de trabalho mal planejado causa um aproveitamento ineficiente dos recursos tecnológicos. Observe se os servidores da empresa já não estão obsoletos. Utilizar equipamentos de baixa potência reduz a fluidez dos processos, o que gera custos desnecessários e prejudica a produtividade das equipes.

Em vez disso, procure centralizar os serviços em servidores menores, porém mais potentes, reduzindo custos operacionais. Isso afeta diretamente a segurança da informação, já que uma menor quantidade de servidores torna a proteção de dados mais simples e precisa.

Invista em computação na nuvem

O conceito de computação na nuvem já é bem popular, mas ainda não são todas as empresas que aproveitam esse recurso. Ao armazenar dados em servidores online, a organização ganha muito mais praticidade, mobilidade e economia em comparação às ferramentas tradicionais.

O investimento para manter uma infraestrutura interna, com equipamentos alocados na empresa, é muito alto. É preciso contratar uma equipe especializada para monitorar a rede e garantir o funcionamento dos hardwares e softwares. Isso sem contar o gasto com roteadores, servidores e computadores.

Com a computação na nuvem, todas essas responsabilidades (incluindo a segurança da informação) são transferidas para uma empresa especializada em armazenamento de dados online. Além de reduzir custos e trabalho operacional, a solução oferece muito mais mobilidade às equipes da empresa, já que todos os documentos podem ser acessados por meio de qualquer dispositivo conectado à internet.

Terceirize o serviço

Terceirizar a segurança da informação é uma prática comum em muitas organizações, já que contratar profissionais especialmente para essa função pode ser oneroso para a folha de pagamento. Em vez disso, é possível contratar uma de empresa TI com boa reputação no mercado para cuidar do trabalho.

Ao negociar um valor fixo mensal com a prestadora de serviços, a empresa gasta menos e consegue planejar melhor seu orçamento. Além disso, o gestor de TI não precisa se preocupar com o monitoramento e atualização de sistemas, aplicações, bancos de dados e outras tarefas.

Vale ressaltar que, ao contrário do que muitos podem pensar, a terceirização não tira espaço da equipe interna. O que acontece é que, com ela, o gestor pode direcionar seus funcionários para atividades mais importantes e significativas para a empresa, como o desenvolvimento de novos sistemas, produtos e serviços. Enquanto isso, o trabalho operacional de segurança da informação fica por conta da empresa parceira.

Elimine o que é desnecessário

É muito comum que empresas tenham softwares ou plataformas que quase ninguém acessa e só ocupam espaço no HD e na planilha de custos. Por isso, faça uma avaliação de quais programas realmente são usados pela equipe e quais estão ociosos. Depois, revise as licenças, desfazendo-se do que não é necessário ou negociando um acordo para baixar o valor. Quando os prazos expirarem, não faça a renovação.

Além de reduzir custos básicos do departamento de TI, fazer essa revisão também influencia na segurança da informação. Afinal, máquinas enxutas funcionam melhor e facilitam o monitoramento de dados.

Modernize o hardware

Muitas organizações permanecem com os mesmos hardwares por muito tempo, o que torna seus equipamentos obsoletos. Isso prejudica a fluidez das operações, já que essas máquinas não conseguem extrair todo o potencial de softwares mais recentes e com códigos mais robustos.

O mercado de TI é o que apresenta inovações com mais frequência — e é obrigação de todo gestor estar atento a isso. Tecnologia antiga sempre será mais limitada e apresentará incompatibilidade com novas linguagens, o que gera um grande impacto negativo nos resultados do negócio.

Engana-se quem pensa que o investimento em novos equipamentos causará prejuízo em vez de economia. Ter uma estrutura de hardware capaz de suportar plataformas modernas é essencial para enxugar os custos do departamento de TI. Os novos sistemas estão cada vez mais integrados e ágeis e podem ser adquiridos por valores semelhantes ou até menores que os que você já tem.

Com a modernização, um processo que hoje é executado por oito softwares diferentes, pode passar a ser feito por apenas um ou dois. Isso reduz o número de licenças necessárias, aumenta a produtividade e diminui custos com monitoramento e segurança dos dados.

Tenha uma equipe bem treinada

Elaborar treinamentos efetivos para a equipe de TI é fundamental para reduzir custos no departamento, sobretudo quando o assunto é segurança da informação. Quanto mais capacitados forem os profissionais, mais aptos eles estarão a desempenhar suas tarefas, o que diminui a taxa de erros e melhora os resultados.

Quando se trata de proteger dados, errar pouco é primordial. Afinal, qualquer falha pode representar um grande prejuízo financeiro para a organização. Isso faz com que todo tempo e dinheiro investidos em treinamentos valham a pena.

Essas foram as nossas dicas para reduzir gastos com segurança da informação! Agora que você já sabe tudo sobre o assunto, que tal colocar o que aprendeu em prática? Analise as necessidades do seu negócio, faça um bom planejamento e mãos à obra! Temos certeza de que você conseguirá proteger bem seus dados, mesmo com um orçamento reduzido.

Gostou do artigo? Não se esqueça de compartilhá-lo nas redes sociais. Assim, você também poderá ajudar outros profissionais a manter suas informações mais seguras!