O termo tecnologia sustentável fará parte da sociedade nos próximos anos. Ele busca aliar os avanços tecnológicos com as práticas que garantem mais sustentabilidade para o planeta.

As novas tecnologias também levarão mais segurança e agilidade aos processos, contribuindo para a realização de tarefas do dia a dia. Consequentemente, a tecnologia sustentável promoverá benefícios no âmbito social e profissional. Quer entender melhor sobre esse assunto? Acompanhe!

Conceito de tecnologia sustentável

Ela está relacionada à adoção de boas práticas tecnológicas para favorecer a sustentabilidade do meio ambiente. Ela incentiva o uso consciente dos recursos naturais, o reaproveitamento de materiais e o desenvolvimento de tecnologias menos poluentes.

Um exemplo de aplicação desse conceito é a criação de carros elétricos e híbridos. Eles continuam atendendo a sua principal função — a locomoção —, mas utilizam tecnologia de ponta para reduzir as taxas de emissão de poluentes.

Várias fabricantes de carros, como General Motors e Volkswagen, já estão investindo nesses modelos de veículos e esperam oferecer mais opções de carros híbridos até 2020.

Importância para a reputação das organizações

As instituições governamentais também precisarão se adequar a essas mudanças que surgem com a tecnologia sustentável. Elas não trarão apenas benefícios para o meio ambiente, mas para a imagem das organizações.

Isso porque a sociedade já está mudando o perfil de consumo e adotando algumas práticas para reduzir a poluição. E se o setor público não acompanhar esse processo, poderá ter sua confiança e credibilidade comprometidas. Para complementar, ao utilizar novas tecnologias o gestor consegue inovar no ambiente público e levar mais eficiência aos processos.

Além disso, algumas mudanças ainda podem trazer mais economia para a instituição. Entre elas estão: a adoção de modelos de cloud computing, uso de energia solar, captação da água da chuva para uso em descargas e lavação de veículos, entre outras opções. Essas tecnologias diminuem o consumo de energia elétrica e incentivam o reaproveitamento de recursos.

Principais tendências de tecnologia sustentável para os próximos anos

Agora que você já conhece o conceito e a importância da tecnologia sustentável para as organizações, é hora de entender melhor algumas mudanças que estão a caminho. Veja:

Aumento da sustentabilidade

Como explicado anteriormente, as indústrias automobilísticas já estão investindo na produção de carros híbridos para reduzir a emissão de gases poluentes.

Esse tipo de mudança também acontecerá nas indústrias. Cada vez mais elas utilizarão tecnologias para gerenciar e automatizar processos, evitando a perda de recursos. Ademais, equipamentos como celulares e tablets serão utilizados para monitorar as informações e reduzir a impressão de arquivos em papéis.

As companhias também utilizarão a tecnologia sustentável para promover o reaproveitamento da água, por exemplo, diminuindo a contaminação dos rios.

Diferentes gerações trabalhando juntas

Enquanto a geração Y não nasceu com acesso fácil à internet, computadores e celulares, a geração Z já é formada pelos “nativos digitais”. Ela compreende as crianças que nasceram na segunda metade dos anos 1990 e que tiveram contato com smartphones nos primeiros meses de vida.

Logo, espera-se que essa nova geração chegue ao mercado ainda mais preparada para lidar com as mudanças tecnológicas. Em breve, a geração Z precisará trabalhar em conjunto com a Y utilizando a tecnologia para desenvolver projetos.

Sendo assim, as instituições precisarão se adaptar para essa força de trabalho que vai misturar gerações e favorecer a diversidade cultural.

Conectividade o tempo inteiro

A cada ano surgem novas ferramentas para permitir que as pessoas permaneçam conectadas o dia inteiro. Seja com as conexões WI-FI em ambientes públicos e privados, internet 4G e uso de smartphones para tarefas que antes eram realizadas só em computadores, a conectividade veio para ficar.

Com isso, novas tecnologias serão utilizadas no ambiente de trabalho e na vida pessoal. Será possível se vestir de manhã sabendo a previsão do tempo para o dia inteiro, por exemplo.

A tecnologia sustentável também substituirá as chamas do fogão, deixando a preparação dos alimentos mais prática e menos poluente. Além disso, será possível fechar as janelas e controlar a temperatura da casa ou do ambiente de trabalho pelo celular. Dessa maneira, se alguém esqueceu o ar-condicionado ligado é possível desligá-lo remotamente.

A tecnologia será tão presente na vida das pessoas que, provavelmente, ela não será mais notada. Isso porque muitas situações que hoje parecem ser inovadoras farão parte do cotidiano.

Economia compartilhada

A tecnologia também auxilia o compartilhamento de veículos, residências, objetos e bicicletas. Esse é um modelo mais econômico e sustentável para os envolvidos. Por exemplo: é possível compartilhar veículos com o uso de aplicativos. Na Itália esse modelo já começou a ser adotado após a proibição do Uber.

O usuário baixa um aplicativo, paga uma taxa de inscrição e utiliza o celular para encontrar o veículo mais próximo. A pessoa pode utilizar o carro pelo período que quiser, mediante o pagamento de um valor fixo por minuto. Depois é só parar o veículo em um estacionamento público.

Modelos de economia compartilhada também funcionam para bicicletas, roupas e casas. O Airbnb, por exemplo, possibilita que as pessoas compartilhem um espaço da casa com visitantes, mediante a cobrança de um valor pela hospedagem. Isso reduz os custos para o turista e também gera receita para o proprietário.

Esses modelos prometem ser tendência para os próximos anos porque reduzem a compra de determinados produtos, geram economia financeira e promovem um consumo mais consciente.

Blockchain

Essa é uma tecnologia utilizada para rastrear informações e possibilitar transações seguras. Ela é nova no mercado, mas promete reduzir fraudes e garantir processos sustentáveis.

O blockchain utiliza blocos de dados que são validados pelos computadores envolvidos nas operações. Dessa forma, é possível conferir as informações, identificar a origem dos produtos e verificar possíveis ilegalidades como a pirataria.

O bitcoin, por exemplo, utiliza essa tecnologia para fazer a comercialização de moedas, e usa a criptografia para garantir a segurança das transações.

Pronto! Agora você já sabe como a tecnologia sustentável integrará o dia a dia das instituições públicas e das pessoas. Este post foi útil para você? Siga as nossas redes sociais e fique sempre atualizado! Estamos no Facebook, Twitter, LinkedIn e YouTube.