O mercado tecnológico tem oferecido soluções em ritmo cada vez mais avançado, fazendo com que as ferramentas de TI tenham que ser constantemente atualizadas e até mesmo substituídas.

Organizações que não estão em dia com as inovações em TI perdem seu potencial competitivo e acabam tornando-se menos relevantes com o passar do tempo.

A regra é válida, inclusive, para o setor público, que pode sofrer com gastos não previstos em orçamentos e com pessoal com a falta de renovação de material.

Ainda não se convenceu? Entenda de vez porque as inovações em TI são tão importantes para o bom funcionamento da gestão pública!

Inovações em TI otimizam processos

Imagine que você tem uma série de documentos para colocar em uma rede e que esta, além de ter baixa performance, fica indisponível a cada dez minutos por alguns segundos, fazendo com que você tenha que chamar o técnico toda vez para corrigir o problema.

Imaginou? Pois esta é a realidade de vários funcionários de órgãos públicos que querem ter um bom rendimento, mas ficam dependentes de ferramentas ruins e ultrapassadas, sendo que o trabalho acaba ficando cada vez mais acumulado.

Ferramentas mais novas e com performance superior são a melhor opção para otimizar processos, uma vez que exigem menos tempo para serem manuseadas, bem como também menos tempo para responder aos comandos dados.

Como no setor público a maioria dos processos acaba por ser bastante burocrática, o que faz com que a entrega de resultados venha a demorar mais do que o usual, o ganho em tempo e produtividade fará com que o órgão se destaque e que seus funcionários possam administrar melhor a quantidade de tarefas a serem feitas.

Aumentam a segurança

Confiabilidade e segurança são as palavras de ordem para os gestores públicos que sabem que seus processos devem atender a normas rígidas para que se mantenham em ordem.

As novas tecnologias também têm sido cada vez mais seguras. Programadores e técnicos na área estão sempre descobrindo novas ameaças e, consequentemente, maneiras eficazes de combatê-las.

As inovações tecnológicas em TI, quando aplicadas no setor da gestão pública, podem gerar uma atuação preventiva mais completa, com controle de acessos, recuperação de dados e muito mais para evitar maiores danos à instituição e seus profissionais.

Novos modelos de softwares, computadores, controles de rede e novas licenças de uso, geralmente, já trazem versões mais avançadas do que as anteriores à medida que agregam mais tecnologia ao aparelho ou ferramenta, sendo capazes de eliminarem um maior número de vírus, malwares e ameças em geral.

Além disso, softwares mais novos geralmente também são capazes de guardar uma maior quantidade de dados, assegurando que suas informações nunca se percam e estejam sempre a alguns cliques de distância, o que também significa ganho de segurança no armazenamento de documentos importantes.

Reduzem custos e riscos

A maioria das repartições e prédios públicos ainda contam com gaveteiros cheios de papéis, computadores grandes e pesados, que consomem muita energia e estão constantemente necessitando de conserto.

Inovações providas pelo setor de TI também são capazes de reduzir custos à medida que, além de ocasionar o aumento do rendimento dos profissionais que se utilizam das soluções da área, diminui o número de chamadas de técnicos do setor e o tempo ocioso do colaborador que aguarda o reparo de sua instrumento de trabalho.

Ferramentas mais modernas também são capazes de diminuir gastos porque exigem menos treinamentos para que colaboradores aprendam a mexerem em arranjos complexos e tendem a ser mais intuitivas, apesar de disponibilizarem um maior número de funções.

Ainda, modernizar soluções de TI na gestão pública pode reduzir os riscos envolvidos na atividade: a maioria dos sistemas de órgãos é hoje disponibilizada apenas online, interligando diversos setores e áreas de serviço diferentes.

Acompanhar o desempenho desses sistemas e monitorá-los (com ferramentas cada vez mais avançadas) faz com que estejam menos propensos a sofrerem com ameaças e os órgãos estejam preparados para enfrentar rapidamente possíveis problemas.

Aumentam a produtividade

Uma maior disponibilidade de infraestrutura também é capaz de aumentar os níveis de produtividade do pessoal, já que computadores, redes e demais serviços estarão à disposição por mais tempo.

A adoção de novas estratégias que proporcionam maior rapidez nas operações e com linguagem mais simples (especialmente quando não dependem do aumento da força de trabalho para sua manutenção) impactam positivamente nos resultados de um órgão público.

Especialmente em repartições, o tipo específico para se acompanhar um processo que há anos não era movimentado pode ser alterado com o tempo. Novos métodos e soluções podem fazer com que o responsável pela tarefa finalize sua tarefa mais rapidamente, quando antes teria que acessar um sistema completamente ultrapassado e pouco responsivo.

Agindo de maneira mais autônoma, os colaboradores têm espaço para apresentar melhores rendimentos e se sentem mais confiantes quanto a suas ferramentas de trabalho, necessitando cada vez menos do auxílio dos técnicos em TI.

Facilita o gerenciamento de atividades

Tanto a segurança quanto a integração de dados, se feitas da maneira correta, servirão de suporte para que os gestores tomem decisões mais acertadas, já que fornecem dados mais precisos quanto à saúde da instituição.

Com produtos mais modernos, é possível levantar mais rapidamente dados precisos sobre pessoal, serviços mais e menos demandados, ociosidade dos sistemas digitais, uso de insumos, dentre outros fatores importantes.

É possível fazer uso ainda de Big Data, já que a dinâmica dos órgãos públicos, geralmente, contam com processos com imensa quantidade de dados, impossíveis de serem processados por aplicativos tradicionais.

Mais do que isso, aparelhos mais avançados permite que se tenha um panorama melhor no que diz respeito a métricas e indicadores de todo o órgão, fazendo com que os gestores possam identificar problemas e criarem soluções mais rapidamente.

Logo, será a partir dessas análises que a realização de um planejamento de atividades mais realista será possível, com a promoção de ações voltadas para a melhoria do desempenho dos colaboradores do setor e seu engajamento em prol de mudanças que otimizem o serviço de todo o grupo.

E então, compreendeu de vez a importância das inovações em TI para a gestão pública? Assine nossa newsletter e não perca mais nenhuma dica para facilitar a sua administração!