A informatização em diversas áreas do conhecimento tem se tornado uma aliada das empresas. Na área da saúde, esse fato não é diferente, pois a tecnologia representa um avanço no campo da gestão hospitalar. A tecnologia da informação, adotada nos últimos anos, é responsável por diversos benefícios, tanto para o hospital quanto para os pacientes e profissionais da saúde que ali trabalham.

Softwares de gestão, registro médico computadorizado e até mesmo agendamento online são um dos recursos que contribuem com a melhoria na qualidade da assistência e na redução de custos. Confira abaixo algumas vantagens e a importância do uso da tecnologia na gestão hospitalar:

Visão integral dos processos internos

A presença de um software de gestão hospitalar é vantajosa porque proporciona uma visão global de todos os processos internos da instituição. Essa visão integral permite uma otimização dos procedimentos administrativos.

O fluxo de informações torna-se mais rápido quando há a implementação de sistemas capazes de integrar os serviços médicos com os administrativos. Esses serviços contam com procedimentos que vão desde o agendamento de consultas até o faturamento da conta

Essa visão global é benéfica não somente na área de gestão, mas também para a equipe, pois permite que dados completos dos pacientes sejam acessados em qualquer computador do hospital cadastrado.

Quando uma pessoa chega ao pronto atendimento com quadro de urgência, na presença da tecnologia da informação e do prontuário eletrônico no hospital, todo o processo que vai desde a internação até a realização de procedimentos é facilitado.

Ao avaliar a história pregressa contida no prontuário eletrônico, o médico tem acesso a dados importantes como cirurgias anteriores, alergias e doenças prévias. A visão integral dos dados do paciente evita também problemas de comunicação entre os setores e, mais uma vez, contribui para redução do tempo de trabalho.

Vale lembrar também que a gestão hospitalar informatizada pode fornecer estatísticas a partir de dados encontrados nos registros médicos computadorizados. Dessa forma, é possível a análise de indicadores como o volume de indivíduos atendidos e quais recursos foram utilizados e em quais quantidades. Além disso, a tecnologia de informação permite a avaliação de doenças prevalentes e de medicamentos de maior demanda naquele local.

A visão integral dos processos hospitalares possibilita ao gestor uma avaliação objetiva da rotina hospitalar. Assim, diante da detecção de falhas ou até mesmo demandas do hospital, algumas providências podem ser mais direcionadas, como a criação de protocolos que visam ao andamento dos processos hospitalares de modo mais eficaz e, consequentemente, que tenham um impacto positivo tanto no atendimento do paciente quanto na rotina das atividades realizadas.

Custos reduzidos

A tecnologia da informação permite maior facilidade nas intermediações dos diversos setores do hospital. Esse fato contribui para a redução de equipamentos, ociosidade e até mesmo de profissionais, o que agiliza a rotatividade dos pacientes.

Deve-se lembrar também de que ela é responsável por otimizar o tempo gasto na requisição de exames ou na solicitação de determinados medicamentos da farmácia.

Exemplo clássico que ilustra esta redução de custo: um médico precisa avaliar resultados de exames solicitados anteriormente. O tempo que ele gastaria ligando para a central do laboratório ou até mesmo procurando algum responsável deste setor, comparado com o tempo que ele demandaria para procurar em um software que disponibiliza o resultado de exames, é bem maior.

Dessa forma, haveria uma economia do tempo de trabalho, o qual ele poderia utilizar atendendo os demais pacientes e, consequentemente, aumentando a produtividade do hospital em um tempo menor.

Confiabilidade e segurança no acesso da informação

A confiabilidade dos dados dos pacientes quando se tem um sistema informatizado se dá pela disponibilidade em um único banco de dados. Os registros no prontuário eletrônico e os exames, ao serem padronizados, facilitam também a busca por informações passadas.

Esse banco de dados envolve desde o cadastro de informações pessoais até a disponibilidade de exames realizados – tanto antigos quanto atuais –, bem como informações de internações e procedimentos realizados anteriormente.

A obtenção desses dados pode ser realizada mediante qualquer dispositivo conectado à internet do servidor local, que permite o acesso de informações por meio de um login e uma senha para a abertura dos programas.

Assim, apenas pessoas autorizadas podem visualizar os dados dos pacientes. Vale lembrar também que certificados digitais e backups são outros mecanismos de segurança dos registros hospitalares e que tornam esses sistemas mais confiáveis.

Redução dos erros médicos

O atendimento do paciente torna-se mais seguro diante de um sistema hospitalar informatizado. Alguns gestores já implementaram em hospitais sistemas inteligentes que facilitam o cotidiano tanto dos profissionais quanto dos pacientes.

Exemplo disso são as etiquetas de identificação colocadas no punho dos pacientes e que contêm um código de barras. Eles são responsáveis por codificar e decodificar informações muito importantes, como alertas para administração de medicamento em alérgicos.

Estas etiquetas podem apresentar também as doses corretas que continham na prescrição, bem como avisos quando há possível interação entre os fármacos. Com esse advento tecnológico, a porcentagem de erros reduz significativamente!

Satisfação dos pacientes

Instituições que adotam a tecnologia da informação (TI) são responsáveis por agilizar processos, economizar recursos e evitar danos aos pacientes. Além da importância da gestão da TI, vale ressaltar que se obtém como resultado final a satisfação dos pacientes.

A informatização, ao reduzir tempo, contribui para a agilidade do atendimento médico e, assim, proporciona uma diminuição no tempo na sala de espera. Muitos pacientes também têm se demonstrado satisfeitos com serviços oferecidos, como o agendamento de consultas online, pois permite que eles marquem uma consulta em qualquer dia ou horário da semana.  

Todas essas vantagens contribuem para a satisfação dos pacientes e, ao mesmo tempo, a sensação de serem mais valorizados e dispostos a retornar ao hospital quando necessário, e também de indicá-lo para parentes e amigos. A satisfação do paciente diante de um bom acolhimento é essencial para a imagem do hospital!

Escolha de uma assessoria completa

Para alcançar todos esses benefícios, recomenda-se uma empresa responsável pela gestão da tecnologia da informação, que abrace desde o levantamento das necessidades da instituição, implementação e monitoramento dos sistemas até a disposição para solucionar problemas imediatamente e gerar dados que auxiliem na gestão do hospital, cuidando da disponibilidade, segurança e agilidade destes.

Como pode ser visto, a tecnologia exerce grande importância na gestão hospitalar, destacando dois tópicos imprescindíveis para o alcance de resultados excepcionais: redução de tempo e custos e satisfação dos pacientes diante de um atendimento mais seguro e humanizado.

Diante disso, fica clara a importância do uso da tecnologia na gestão hospitalar. Se você possui alguma dúvida ou sugestão, deixe seu comentário abaixo!