A importância da Tecnologia da Informação tem crescido desenfreadamente, abrangendo as diversas áreas da sociedade. Seu papel na estratégia das instituições de saúde, por exemplo, destaca-se cada dia mais, agregando um valor inestimável para o sucesso destas organizações.

Assim como qualquer área da sociedade, instituições que trabalham com saúde precisam estar municiadas dos melhores recursos que as permitam oferecer um serviço de alta qualidade, confiabilidade e segurança. Isso nos faz olhar para a TI e para o que ela pode nos oferecer como aliada.

Uma nova visão sobre a TI

Devido ao seu papel de destaque nos últimos anos, a TI tem deixado de ser vista como um mero Centro de Custos, gerador de despesas e muita vezes, de dores de cabeça.

Empresas especializadas em gestão de serviços e monitoramento de TI têm surgido como poderosas aliadas na gestão de negócios, inclusive em negócios voltados à saúde, trabalhando para que os problemas de TI não sejam percebidos por serem resolvidos proativamente e/ou extintos.

Por ser uma área crítica, o setor de saúde necessita que seu ambiente de tecnologia seja plenamente capaz de dar todo o suporte necessário para a qualidade no atendimento ao paciente, garantindo processos otimizados, seguros e confiáveis.

O papel estratégico da TI

Entre os benefícios oriundos da atuação da TI na estratégia das instituições de saúde, podemos destacar como aqueles que mais impactam no sucesso das mesmas:

– Processos Otimizados

Os processos otimizados garantem melhoria na qualidade de atendimento dos pacientes, ganho de agilidade, informações confiáveis e integração entre as áreas da instituição, reduzindo a ocorrência de duplicidades ou inconsistências.

Os processos integrados garantem otimização em todos os setores, desde a recepção e agendas médicas, a processos mais complexos, como internações, agendamentos de cirurgias, controle de materiais e medicamentos, e ainda setores como faturamento, contas médicas, integração com planos de saúde e processos administrativos.

– Conformidade com Órgãos Reguladores e Planos de Saúde

Sistemas de gestão hospitalar ajudam a instituição a seguir corretamente normas da ANS, bem como alinhar-se com os planos de saúde, diminuindo incoerências e otimizando os processos relacionados ao faturamento hospitalar e evitando problemas de informações inconsistentes geradores de glosas, por exemplo.

– Aumento do nível de confiança do paciente

Num ambiente informatizado, o paciente se sente bem acolhido e muito mais confiante ao perceber que suas informações estão integradas em todos os pontos de contato, agilizando processos e dando uma sensação de organização e controle sobre os melhores cuidados com a sua vida. 

– Monitoramento como forma de garantir disponibilidade do ambiente

O monitoramento de TI garante ação rápida na identificação e resolução de problemas, além de contribuir para a prevenção e extinção dos mesmos. Links de rede, disponibilidade da aplicação, saúde do banco de dados são exemplos de atividades de monitoramento que visam tornar os recursos de TI seguros, disponíveis para uso e com um excelente desempenho.

Numa área crítica como a saúde, uma falha de sistema é altamente indesejada.

– Virtualização

A virtualização tem se mostrado um dos aliados mais eficientes em se tratando de TI, tanto em forma de gerenciamento de ativos — facilitando o controle — quanto na redução de custos diretos e indiretos.

Servidores e aplicações virtualizados permitem melhor dimensionamento das necessidades, seja de espaço físico, equipamentos ou softwares. O ganho indireto está relacionado à redução de necessidade de infraestrutura física e elétrica para manter um ambiente enxuto e da hora de trabalho de colaborador que tem mais agilidade e consegue realizar mais em menos tempo e com maior disposição.

– Segurança da Informação

A garantia da segurança dos dados é algo fundamental quando se fala em saúde. Hoje em dia existem necessidades diversas desde o acesso de informações médicas de qualquer lugar com um link de Internet, a integração de sistemas de um hospital sem que haja vazamento de dados ou até mesmo o acesso de informações por pessoas não autorizadas.

Neste contexto, é papel fundamental da TI instituir processos que garantam não só a segurança e sigilo de dados, mas a certeza de que os mesmos não serão perdidos; o compartilhamento seguro de dados entre as aplicações para manter as informações integradas seguramente e o controle dos tipos de acesso que cada usuário tem a cada tipo de informação.

Estes cuidados formam uma solução robusta que expande as possibilidades de atuação do profissional de saúde.

– Redução de Custos

Uma consequência natural dos benefícios trazidos pela TI é a redução de custos. Podemos citar como exemplos:

  1. Redução do uso de papel e filmes de revelação de exames: com dados como ficha de atendimento de paciente, prescrição médica, exames e estoque de medicamentos, por exemplo, organizados em sistemas integrados, a necessidade de impressão diminui sensivelmente. Estes dados ficam à disposição do profissional de saúde para consulta de acordo com seu tipo de acesso.
  2. Ganho de agilidade: Com sistemas integrados e mais ágeis, profissionais perdem menos tempo com buscas e consultas em diferentes setores e sistemas, com registros manuais ou com informações incorretas, por exemplo. Profissionais mais ágeis são profissionais mais dispostos e produtivos
  3. Otimização nos processos administrativos: processos de administração hospitalar informatizados pode ser gerenciados de forma muito mais otimizada, com redução de margem de erros muito comuns em processos manuais. Dados integrados geram informações do nível operacional ao estratégico que ajudam a identificar, resolver, prevenir e extinguir erros e tomar decisões importantes para o negócio

Como vimos, é gigantesca a importância da TI na estratégia das instituições de saúde. Por isso, manter o ambiente de TI disponível e em pleno desempenho operacional é garantir a continuidade do negócio.

Dessa forma, a escolha de um parceiro de TI que possa tornar realidade o cenário ideal que foi discutido acima, é um passo fundamental para que esses benefícios sejam atingidos.

Um parceiro de TI alinhado com sua instituição traz como benefício novas soluções que possam otimizar processos e recursos e agregar valor ao negócio com informações que ajudam na tomada de decisão estratégica e permitem mais foco no que é realmente importante!

Se você gostou do tema, ou tem algo a acrescentar, fique à vontade para deixar um comentário e nos ajudar a enriquecer o assunto. Teremos o maior prazer em ouvir sua opinião.