A informatização na área da saúde é um significativo avanço no campo da gestão hospitalar e geradora de muitas benfeitorias para a saúde.

A tecnologia da informação, empregada nos últimos anos, é responsável por diversos benefícios, tanto para o hospital quanto para os pacientes e profissionais da saúde que ali atuam. Softwares de gestão, prontuários eletrônicos e até mesmo agendamento online são alguns dos recursos que contribuem para a melhoria na qualidade da assistência e na redução de custos.

Neste post vamos apontar as principais consequências da informatização dos processos hospitalares. Confira:

1.Gerenciamento mais eficaz

A gestão hospitalar por softwares é capaz de fornecer estatísticas a partir de dados encontrados nos prontuários eletrônicos. Dessa forma, torna-se possível a análise de indicadores, como a quantidade de pacientes atendidos e os recursos utilizados. Além disso, permite a avaliação de doenças com prevalência e de medicamentos de maior demanda. 

A facilidade do acesso a essas informações possibilita ao gestor uma melhor avaliação da rotina hospitalar. Assim, permite até mesmo a criação de novos protocolos que atendam de modo mais eficaz o andamento dos processos do local e, ao mesmo tempo, faz com que haja um impacto positivo na rotina das atividades realizadas.

2.Redução de custos

A introdução dos softwares de gestão facilita as intermediações dos diversos setores do hospital, como a requisição de exames ou a solicitação de determinados medicamentos da farmácia. O aumento na agilidade desses processos leva à redução no tempo de trabalho que essa mesma ação levaria para ser executada na ausência de tecnologia e ao consequente aumento na produtividade e eficiência dos serviços. 

Há dois exemplos que demarcam bem essa diferença entre ausência e presença da informatização. Primeiro, um médico precisa cobrar do laboratório do hospital o resultado de um determinado exame. O tempo que ele demoraria ligando para o laboratório ou indo até o local (quando este fica no próprio hospital), comparado com o tempo que ele demandaria para procurar em um software que apresenta a situação de todos os exames dos pacientes bem como seus resultados, é bem maior.

Com a economia de tempo ao usar esse recurso ele poderia avaliar os demais pacientes. Segundo, o agendamento de consultas online é outro exemplo responsável por reduzir gastos relacionados ao call center. Além disso, é vantajoso para o paciente, pois permite que ele marque consultas em qualquer dia ou horário da semana.

3.Agilidade nos processos

Quando há a implementação de sistemas que integram os serviços médicos com os administrativos, o fluxo de informações torna-se mais rápido. Esses processos envolvem desde o agendamento da consulta até o faturamento da conta. Dados dos pacientes podem ser acessados em qualquer computador do hospital cadastrado. Basta que o profissional da saúde acesse com seu usuário e senha.

Ao tentarem prescrever medicamentos, principalmente antibióticos, os médicos têm mais facilidade de comunicação com a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), o que otimiza o tempo de espera e agiliza a liberação de determinados fármacos. A obtenção de dados passados de pacientes permite avaliar a história pregressa desses e, ao mesmo tempo, colher de forma mais eficaz novas informações.

Por exemplo, se uma pessoa chega ao pronto atendimento com quadro de dor abdominal aguda e deve ser operado com urgência, a presença da tecnologia da informação e o prontuário eletrônico no hospital facilita todo o processo desde a internação até a realização do procedimento. O acesso imediato aos dados evita também problemas de comunicação entre os setores e, mais uma vez, contribui para a redução do tempo de trabalho.

4.Confiabilidade do banco de dados

Quando se tem um sistema informatizado, a confiabilidade se dá pela disponibilização dos dados dos pacientes em um único banco de dados. Este banco envolve desde o cadastro de informações pessoais até a disponibilidade de exames realizados – antigos e atuais – bem como informações de internações e procedimentos realizados anteriormente. 

Os registros no prontuário eletrônico e os exames são padronizados e facilitam também a busca por informações passadas. O acesso a esses dados é seguro e permitido apenas a computadores cadastrados na rede do hospital que contêm usuários e senhas para a abertura dos programas. 

5.Redução dos erros

Um sistema hospitalar informatizado pode tornar o atendimento mais seguro para o paciente. Alguns locais já implementaram etiquetas de identificação que contêm código de barras, as quais são colocadas no punho dos pacientes.

Essas são responsáveis por informar dados do paciente, como alertas para administração de medicamentos em alérgicos, além de doses corretas e aviso quando houver possível interação medicamentosa. Com a leitura de código de barras dos medicamentos, a porcentagem de erros diminui significativamente. 

Instituições que implantam esse tipo de tecnologia são responsáveis por agilizar processos, economizar recursos e evitar danos aos pacientes. A gestão destas tecnologias, ao proporcionar maior controle das estatísticas do hospital, facilita o direcionamento dos atendimentos pelo médico e a criação de protocolos que sejam eficazes para cada circunstância e, ao mesmo tempo, proporciona um atendimento humanizado, refletindo diretamente na qualidade do atendimento.

6.Satisfação dos pacientes

Todos esses privilégios listados acima têm como resultado final a satisfação dos pacientes. Deve-se ainda lembrar que a informatização, ao reduzir o tempo, agiliza o atendimento médico e, consequentemente, proporciona uma diminuição no tempo de espera. 

Toda essa cadeia de benefícios contribui para que os pacientes se sintam mais valorizados, dispostos a retornar ao hospital e também indicá-lo para parentes e amigos. Alcançar ou, até mesmo, superar as expectativas de atendimento do paciente é essencial para a imagem do hospital e para que este se torne uma boa referência.

7.Escolha de um bom fornecedor

Com a integração entre os sistemas e a comunicação entre todas as áreas do hospital otimizados, a gestão torna-se mais simplificada e é possível ter mais tempo para focar no negócio em si. É importante ressaltar que a implantação de um sistema no contexto hospitalar deve contar com a segurança desse, bem como a disposição do fornecedor para solucionar problemas de forma imediata. 

Os benefícios, como pode ser visto a partir de alguns apontados, são inúmeros. Eles vão desde a redução de gastos, aumento de agilidade e segurança, até o essencial: a satisfação dos pacientes e um atendimento mais humanizado!

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Deixe o seu comentário e conte para nós!