Fundamental para qualquer tipo de instituição que depende da tecnologia para garantir a qualidade dos seus serviços, sem dúvidas, o planejamento estratégico de TI é uma aplicação indispensável para que se possa conquistar resultados verdadeiramente positivos.

Em uma época na qual tudo precisa ser resolvido de forma rápida e eficiente, é preciso encontrar maneiras de “trocar o pneu com o carro andando”. No contexto tecnológico ao qual nos referimos, isso significa a necessidade de garantir um bom desempenho de tudo que se refere à área de TI ao mesmo tempo em que os sistemas da organização precisam estar constantemente disponíveis.

Sem isso, alcançar um alto nível operacional passa a ser uma tarefa um tanto quanto árdua. Nessa perspectiva, este artigo foi preparado para apresentar a você os principais pontos que mostram por que efetuar um bom planejamento estratégico de TI é tão importante. Então, acompanhe a leitura até o fim e saiba mais!

Afinal, o que é planejamento estratégico de TI?

Para começar, nada melhor do que esclarecer o que é o planejamento estratégico de TI. Essencialmente, ele pode ser descrito como um processo gerencial que considera todas as condições relativas aos objetivos, aos direcionamentos e às estruturações que correspondem às atividades de uma entidade.

Entretanto, em termos práticos, planejar a TI estrategicamente significa dizer que:

  • os serviços tecnológicos estarão sempre disponíveis, fornecendo as capacidades necessárias para sustentar as operações do dia a dia na medida das próprias exigências organizacionais;

  • os recursos — orçamento, pessoas e infraestrutura — serão alocados adequadamente;

  • haverá uma arquitetura tecnológica condizente com os sistemas instalados e as soluções que estão prestes a serem implementadas;

  • existirá uma gestão de conhecimento para o bom aproveitamento das competências internas.

Para facilitar o seu entendimento, em linhas gerais, o planejamento estratégico de TI pode ser caracterizado como uma atribuição administrativa que visa programar a organização para oferecer o que há de melhor em relação à tecnologia da informação.

Qual é a sua importância para a instituição?

Ciente sobre a definição do planejamento estratégico de TI, vamos agora à importância dele para as instituições. Nesse caso, a observação mais substancial é que ele deve ser a “lei maior” no que diz respeito à atuação dos profissionais da área tecnológica, definindo:

  • as iniciativas;

  • os investimentos;

  • as rotinas;

  • as ferramentas a utilizar;

  • as métricas a analisar.

Outro aspecto que merece ser destacado é que, para ser possível revertê-lo em favor das necessidades organizacionais, ele precisa estar próximo a todos os departamentos do órgão em questão.

E por que isso? A resposta é simples: porque, sem essa combinação departamental, o planejamento estratégico de TI dificilmente conseguirá agregar um valor a ponto de fazer a diferença para as operações do cotidiano.

Em outras palavras, é essa aproximação — da tecnologia da informação com as demais áreas — que permitirá a obtenção de:

  • processos mais eficientes;

  • comunicação mais fluida e transparente;

  • rotinas simplificadas;

  • tarefas automatizadas;

  • serviços inovadores e integrados.

Além disso, o fato de trabalhar sobre um planejamento estratégico de TI ajudará a instituição a melhor se adaptar às mudanças do ambiente, tanto interna quanto externamente.

Quais são os seus principais benefícios?

Dando prosseguimento ao artigo, não poderíamos esquecer de mencionar os benefícios envolvidos em um bom planejamento estratégico de TI. Nesse sentido, a seguir, confira os principais deles!

Redução de custos

Ao realizar o planejamento estratégico de TI da forma como deve ser, é certo que a companhia passará a ter um controle mais efetivo sobre seus próprios procedimentos. Isso passa a contribuir para uma redução significativa de custos e uma otimização dos recursos financeiros.

Melhoria da segurança da informação

Ao desenvolver uma boa estratégia, também será possível obter uma melhoria da segurança da informação. Isso é mais do que crucial para garantir que os dados institucionais relativos aos serviços prestados pela organização estejam sempre protegidos.

Na verdade, pode-se dizer que a segurança das informações é um dos aspectos mais influenciados pela aplicação do planejamento estratégico de TI, sendo um de seus pilares de sustentação.

Alinhamento entre as equipes

Tão relevante quanto o item anterior é o alinhamento entre as equipes. Aqui, a questão a salientar é que, por promover as integrações departamentais e o aprimoramento das comunicações internas, o planejamento estratégico de TI contribuirá consideravelmente para a diminuição dos erros e dos desencontros de informação.

Isso ocorre pelo simples fato de que sua realização ajuda a mapear as necessidades da organização e colabora para o melhor entendimento das funções, interconectando as diversas partes envolvidas nas operações.

Ganho de eficiência

Diante da redução de custos e do bom alinhamento entre as equipes, uma nova vantagem virá: o ganho de eficiência. Nesse sentido, certamente haverá uma melhora na produtividade e no funcionamento dos sistemas como um todo.

Além disso, também será possível contar com previsões relacionadas às demandas e às oportunidades de aperfeiçoamento das soluções. Esse aspecto apresenta-se como de suma relevância para a entidade uma vez que, por meio dele, ela conseguirá tomar decisões mais acertadas e antever possíveis problemas relacionados à TI.

Visão sistêmica

O último dos benefícios que vale ressaltar é que, ao estabelecer um bom planejamento estratégico de TI na organização, torna-se viável ter uma visão sistêmica de todos os seus recursos tecnológicos.

Em vista disso, o setor referente à tecnologia da informação passa a ter uma influência cada vez maior para o sucesso dos trabalhos. Essa visão sistêmica é o que possibilitará interligar as metas gerais da instituição com o desenvolvimento da infraestrutura operacional.

Em resumo, planejar estrategicamente a TI significa arquitetar a execução de todas as atividades pertinentes aos exercícios da rotina corporativa. Logo, é isso que permitirá que a instituição entregue os melhores serviços e conquiste os resultados que tanto se espera.

Por fim, lembre-se de que, no mundo em que vivemos atualmente, é impossível abrir mão da tecnologia para executar e gerenciar as tarefas do cotidiano. Contudo, se não houver organização e o planejamento não for bem realizado, atingir os objetivos esperados pela entidade pode não ser nada fácil.

Esperamos que você tenha entendido um pouco mais sobre a importância de um bom planejamento estratégico de TI e que tenha gostado deste artigo. Assine nossa newsletter agora mesmo e fique por dentro de outros conteúdos como este diretamente no seu e-mail!