Garantir a segurança de dados públicos é essencial para manter o sigilo das informações e credibilidade do órgão. Afinal, um sistema de gestão de uma instituição pública contém a memória dos processos locais e não se pode correr o risco de perder essas informações.

Em 2017, um ataque de hackers contra infraestruturas de TI em mais de 70 países afetou empresas e órgãos públicos. Um desses locais foi o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do Rio de Janeiro. Por conta disso, a instituição não conseguiu realizar os atendimentos aos cidadãos.

Situação parecida ocorreu no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Alguns computadores do órgão foram invadidos e por precaução todos os equipamentos foram desligados.

Como consequência, os prazos processuais também foram suspensos. Você não quer que uma situação parecida ocorra na instituição em que você gerencia, certo? Então, está na hora de investir na segurança de dados!

Entenda a importância de investir na segurança de dados

Além de evitar a invasão de hackers, quando um órgão público se preocupa com a gestão e segurança das informações ele também evita que desastres naturais prejudiquem a continuidade dos trabalhos.

A Prefeitura de Criciúma, em Santa Catarina, teve um incêndio no prédio e isso comprometeu diversos ambientes. O episódio colocou em risco os computadores do órgão público e os arquivos impressos.

Quando as informações ficam armazenadas em apenas um computador ou servidor físico, por exemplo, o setor público corre muito risco de perder os dados, seja por invasão de hackers ou por catástrofes naturais.

Nesse sentido, o que fazer para recuperar documentos públicos, processos julgados e outros materiais do dia a dia? De quem é a responsabilidade pela perda dessas informações?

Para evitar esse tipo de problema que afeta não só a continuidade dos trabalhos, mas também a credibilidade da instituição pública, é essencial investir na segurança de dados. Entenda o que pode ser feito para proteger as informações a seguir!

Conheça algumas medidas que podem ser adotadas

Muitas atitudes podem ser tomadas para garantir a segurança das informações. Conheça algumas delas:

Capacite os usuários sobre as melhores práticas de segurança de dados

Não adianta investir em tecnologias e equipamentos se os usuários das ferramentas não entendem as suas funcionalidades e a importância de proteger os dados. Então, o primeiro passo para garantir o sigilo das informações é orientar os servidores públicos sobre as melhores práticas a serem adotadas.

Para tanto, informe sobre a importância de não repassar as senhas de acesso aos sistemas para outras pessoas, evitar a abertura de e-mails que possam conter vírus, utilizar login e senha para o acesso dos computadores, entre outras situações.

Ademais, é melhor solicitar que em casos de dúvidas a equipe de TI seja consultada. Dessa maneira, você evita que algum usuário facilite a entrada de vírus por desconhecimento.

Adote níveis de acesso às informações

A equipe de TI do setor público também deve restringir o acesso às informações por parte dos servidores públicos. Sendo assim, é recomendável permitir o acesso aos dados estratégicos apenas para as pessoas que utilizam essas informações.

Para isso, é possível criar níveis diferentes de acesso e implantar o uso de login e senha. Ou então, você pode adotar protocolos de segurança ainda mais seguros como o uso de biometria.

Faça backups na nuvem

Você guarda backups de todas as informações do órgão público? A maneira mais prática de manter um arquivo atualizado é utilizar o backup na nuvem. Com essa tecnologia, se algo acontecer no servidor físico você terá a opção de acessar as informações de qualquer lugar com acesso à internet, uso de login e senha.

Utilize a criptografia de dados

Essa é uma metodologia que usa um arranjo de códigos diferentes para impossibilitar o acesso às informações. É como se você chegasse a uma porta e tivesse vários molhos de chave nas mãos e não soubesse qual item escolher para abri-la. Sendo assim, essa tecnologia garante que as informações permaneçam em sigilo.

Faça um contrato de confidencialidade das informações

Peça para que os servidores públicos assinem um contrato de sigilo das informações. Essa é uma medida adotada por muitas empresas, mas que também pode ser praticada pelo setor público para evitar o comprometimento de dados confidenciais.

Vale lembrar que as informações que constam nos órgãos públicos se referem aos cidadãos, e um vazamento delas pode comprometer a credibilidade da instituição.

Tenha softwares atualizados e integrados

As ferramentas tecnológicas precisam ser atualizadas e integradas para garantir o controle dos acessos dos usuários. Por isso, é recomendável fazer atualizações constantes dos softwares para corrigir eventuais falhas e diminuir a vulnerabilidade.

Essa medida também evita o acesso de vírus e outras ameaças à segurança de dados. Além disso, é recomendável investir na integração dos softwares para que as informações fiquem mais organizadas e protegidas. Vale lembrar que é necessário fazer um monitoramento desses sistemas a fim de verificar possíveis vulnerabilidades que podem facilitar o acesso de hackers.

Para complementar, é indicado adotar o uso de antivírus nas máquinas para que sejam realizados escaneamentos dos computadores diariamente para verificar a existência de vírus.

Invista na gestão de infraestrutura e serviços de TI

Provavelmente, a sua equipe de TI possui muitas atividades do dia a dia para realizar. Com isso, os profissionais não encontram tempo para criar rotinas de proteção dos dados, treinar os demais servidores públicos e monitorar possíveis invasões de vírus.

Nesses casos, é importante investir na contratação de uma equipe para gestão de infraestrutura e serviços de TI. Esses profissionais poderão criar protocolos de segurança e garantir que todos os sistemas funcionem com segurança e visibilidade.

Além disso, a equipe conhece as melhores soluções do mercado para monitoramento e segurança de serviços em TI. Ela também pode contribuir com um suporte técnico especializado, gestão de identidade e limitação de acesso dos usuários.

Dessa maneira, os profissionais conseguem garantir a qualidade dos processos a fim de manter a continuidade das atividades e agilidade no setor público.

Você percebeu como é essencial investir na segurança de dados para manter a credibilidade do órgão público e oferecer um serviço de qualidade para os cidadãos? Temos um e-book que vai complementar esse assunto: “Passo a passo para processos de segurança em TI”. Baixe agora mesmo!