Com a importância cada vez maior que os dados têm na gestão de um negócio, um fenômeno interessante vem acontecendo dentro do mundo corporativo: gestores que coletam muitas informações mas não sabem o que fazer com elas.

O resultado é o surgimento dos chamados silos de dados dentro da empresa. Você quer saber a importância de lidar com essa questão e como não cair na mesma armadilha? Então vamos conversar sobre como gerar ação a partir de informação. Confira!

A importância da informação para os negócios do futuro

Algumas tecnologias foram fundamentais para uma transformação profunda no meio corporativo nos últimos anos como cloud computing, armazenamento remoto, gerenciamento e segurança tecnológica e ferramentas de automação de coleta e análise.

Todas essas mudanças vêm convergindo para um único ponto: utilizar informação como fonte de decisões de negócio. São dados sobre a produtividade da empresa, sobre seu público, sobre os concorrentes, tudo o que possa dar ao gestor uma visão melhor de seu negócio e apontá-lo para o rumo certo.

Mas, para ter esse tipo de assertividade no futuro da empresa, não basta ter os dados. É preciso uma metodologia para seu uso, padronização e automação que lide com grandes volumes de informações sem abrir mão da produtividade, da objetividade e da segurança.

Esse é o conceito de Big Data. Um passo além do armazenamento puro, que muitos empreendedores e diretores ainda não conseguiram desvendar. Quem se atenta a essa diferença sutil primeiro tem vantagem para os desafios que ainda estão por vir no mercado.

O que são silos de dados

O erro na manipulação de grandes volumes de dados nas empresas já se tornou tão comum que foi criado até um termo para a questão: silo de dados.

É um conceito utilizado para quem apenas estoca informação isoladamente (como grãos em um silo agrícola) e perde várias oportunidades de mercado e de produtividade por não conseguir integrá-los ao resto do sistema.

Aliás, integração aqui é palavra-chave. Na maioria dos casos, os silos se formam exatamente porque um determinado departamento ou uma outra unidade da empresa coleta e armazena suas informações relevantes em sistemas fechados, inacessíveis pelo resto da organização.

Com isso, uma empresa só, quando tem seus dados mal geridos, pode ter diversos silos com registros não padronizados e não relacionáveis, limitando em muito a implementação da Big Data no negócio.

Como eles prejudicam a empresa

Mas como exatamente isso acontece? Como a sua empresa sofre danos ou tem sua capacidade produtiva limitada pelos silos de dados?

Visão de negócio

Primeiramente, os silos são uma oportunidade perdida. A falta de integração entre dados de vários departamentos torna a gestão do negócio míope, sem uma visão mais abrangente de como eles se relacionam e como podem ser usados na otimização de processos.

Produtividade

Isso reflete até na produtividade. Empresas que não se esforçam para integrar dados isolam mais seus departamentos, dificultando a comunicação e colaboração entre eles. Assim, as equipes têm menos ferramentas para serem produtivas, gerando principalmente ineficiência e retrabalhos.

Uso de dados para gestão e planejamento

Em termos gerais, os silos de dados capam a capacidade de toda a empresa competir com otimização e eficiência, uma obrigação para o mercado do futuro. Podemos ressaltar dois pontos onde isso acontece:

  • na previsibilidade financeira e planejamento orçamentário, quando os silos isolam informações importantes sobre receitas, despesas e oportunidades vindas do seu público (marketing e relacionamento) que poderiam levar a sua empresa para outro patamar;

  • na capacidade de transformação da TI, que não tem o alcance necessário dos silos para trabalhar de forma mais otimizada e, assim, assumir um papel mais estratégico no negócio (como implementar Big Data e buscar na tecnologia soluções inovadoras).

Em que momentos os data silos são bons para a empresa

Depois de falar dos problemas causados pelos silos e antes de discutir como acabar com eles, é importante abrir um parêntese para lembrar que nem sempre os silos de dados são um problema.

Existe apenas uma situação em que ele é incentivado: quando a empresa precisa de camadas extras de segurança para dados confidenciais ou sensíveis.

Nesse caso, o silo pode ser uma forma de armazenamento mais restrito e controlado. Mas, ainda assim, ele precisa de algum tipo de integração com o resto do sistema para ter algum efeito positivo.

Como acabar com os silos de dados no seu negócio

Então é hora de pensar em como acabar com os silos de dados que prejudicam a sua empresa. Vamos dar algumas dicas para que você entenda por onde pode começar. Veja:

Incentive uma cultura de colaboração dentro da empresa

O seu primeiro passo pode ser pensar nas pessoas que estão utilizando o sistema, antes mesmo dele próprio. Muitos silos surgem não por uma dificuldade técnica, mas porque departamentos realizam suas tarefas sem pensar muito em como eles se conectam.

Portanto, invista em comunicação para dar mais colaboração às suas equipes. Faça com que eles discutam, alinhem seus objetivos e assim, naturalmente, informações serão mais compartilhadas e os silos esvaziados.

Faça um planejamento voltado para a padronização

Falando da questão técnica, muitos silos existem por falta de lógica na coleta e no armazenamento de dados, que os tornam incompatíveis para uma convergência analítica.

Portanto, trabalho junto à TI para criar regras na coleta, no uso e no compartilhamento de informações dentro do sistema, que coloque todos os departamentos na mesma página.

Inclua a análise de dados na rotina

Usar dados para decisões de negócio é a base da Big Data e uma quase obrigação para as empresas. Reforçar essa utilização naturalmente força a empresa como um todo a esvaziar seus silos e incluir cada informação disponível dentro do seu trabalho. É uma mudança de mindset que pode transformar a sua visão de negócio.

Aposte alto no seu sistema de gestão

Para que tudo isso seja possível, para que os silos de dados fiquem no passado, você vai precisar investir em tecnologia. Os sistemas de gestão, ou ERPs, são as soluções mais práticas hoje para esse feito, já que eles integram todos os setores da empresa, estruturam o armazenamento de dados e facilitam sua utilização.

Terceirize a gestão da TI

É claro que você pode implementar todas essas dicas por conta própria, mas imagina o que um parceiro especializado em gerenciamento de dados pode fazer pela sua empresa?

Contar com uma parceria para gerir a infraestrutura de TI traz fôlego novo para o setor, uma ajuda para encontrar os dados acumulados sem uso e integrá-los em processos de tomadas de decisões e produtividade.

Afinal, essa será uma das suas grandes responsabilidades no futuro: garantir que os dados coletados pela empresa se tornem o motor de sua transformação. Acabar com os silos de dados é o primeiro passo para reorganizar a TI e buscar novos rumos para o futuro.

Gostou da nossa conversa? Quer receber mais artigos como este diretamente no seu e-mail? Então assine a nossa newsletter!